Tuesday, December 04, 2007

O cinema independente presta homenagem à arte contemporânea

Falando no Samir, lembrei desse curta exibido na última (ou penúltima?) edição d'A Organização: Quimerda, de Fernando de La Rocque, com brilhante atuação do Guilherme Zarvos. Será que todo mundo vai entender a mensagem?

2 comments:

Wellington said...

Tunga... Esse, pelo menos, já vem acompanhado de uma confissão de culpa.

Dobrei o joelho, de tanto rir.

a bailarina de vermelho said...

é isso aí! não confudir a lógica do sentido oculto, com o culto do não sentido, são muitas fezes de artista sem artista. zarvos = amoo
bjssssssssss
lov
lec