Monday, December 03, 2007

Chico Buarque e Zizi Possi

Mudando de assunto, um pouco de música: Chico Buarque e Zizi Possi cantando Pedaço de mim. Uma canção sobre a perda, a distância e a saudade.



Oh, pedaço de mim
Oh, metade afastada de mim
Leva o teu olhar
Que a saudade é o pior tormento
É pior do que o esquecimento
É pior do que se entrevar

Oh, pedaço de mim
Oh, metade exilada de mim
Leva os teus sinais
Que a saudade dói como um barco
Que aos poucos descreve um arco
E evita atracar no cais

Oh, pedaço de mim
Oh, metade arrancada de mim
Leva o vulto teu
Que a saudade é o revés de um parto
A saudade é arrumar o quarto
Do filho que já morreu

Oh, pedaço de mim
Oh, metade amputada de mim
Leva o que há de ti
Que a saudade dói latejada
É assim como uma fisgada
No membro que já perdi

Oh, pedaço de mim
Oh, metade adorada de mim
Lava os olhos meus
Que a saudade é o pior castigo
E eu não quero levar comigo
A mortalha do amor
Adeus

1 comment:

Noga Lubicz Sklar said...

Pois é. Sobre a perda. Fui ao centro esta manhã e no ônibus tive que suportar um cd inteiro de não sei que cantora, uma voz miante, músicas sem melodia e letras sem inspiração. De volta, cruzei com o Chico na descida do Alto Leblon. Saudade da boa música, que nem a dele é mais a mesma. Não são só as artes plásticas que andam no prejuízo, não.