Friday, March 28, 2008

Auto-retrato de Pollock

Trecho de um documentário (Pollock 51) dirigido por Hans Namuth em 1951. Foi Namuth que tirou as famosas fotografias de Jackson Pollock trabalhando em seu estúdio, hoje tão ou mais famosas que seus próprios quadros. Desnecessário dizer, considero Pollock um gênio.


3 comments:

Noga Lubicz Sklar said...

Luciano, eu entendo que o produto final "quadro" de Pollock talvez não se enquadre em suas concepções de arte, mas vendo as imagens do homem trabalhando não resta dúvida de que por trás deles existe a força imensurável de um verdadeiro artista, vc não acha?

João Vergílio said...

"Pollock era um gênio"

Na minha opinião, o problema é sempre o mesmo: você aceita todas as premissas de que eles partem, mas não quer tirar as conclusões que eles tiram.

É claro que Pollock não era um farsante. Mas foi parte de um movimento geral de empobrecimento nas artes plásticas. Pollock não foi um gênio. Produzia um tipo de coisa a que a noção de genialidade já não tem como se aplicar.

nowhereman said...

A arte é qualquer coisa que as pessoas querem acreditar que é arte...
Uma foto do meu pé sujo em preto e branco é arte, então se acreditarem nisso, então não há dúvidas de que é arte!