Thursday, April 10, 2008

'Camp'


Um conceito a ser recuperado é o de camp, sistematizado por Susan Sontag (foto) no célebre ensaio Notas sobre o Camp, de 1964 (incluído no livro Contra a interpretação). Camp se refere à tática que os intelectuais empregam para consumir cultura de massa sem culpa, isto é, camuflando por meio da crítica o prazer que sentem no consumo de produtos triviais ou vulgares. Pedro Bial levando a sério o Big Brother, por exemplo, é camp. O gosto e a sensibilidade camp geralmente privilegiam o artificial e o exagerado, como, por exemplo, a arte de Jeff Koons. Originalmente, aliás, camp se referia á teatralização hiperbólica do comportamento feminino na cultura gay americana, nos anos 60.

O texto completo do ensaio de Susan Sontag (em inglês) pode ser lido aqui:
http://interglacial.com/~sburke/pub/prose/Susan_Sontag_-_Notes_on_Camp.html

2 comments:

BOA SORTE!!! said...

Luciano, não precisa publicar esse comentário - coloquei um link para o teu site no meu novíssimo aftercontemporary.blogspot.com/
isto não pede retribuição - é pq eu gosto mesmo

BOA SORTE!!! said...

digo, www.aftercontemporary.blogspot.com/
abraço, Rosane