Sunday, October 28, 2007

'A sociedade precisa escolher'


Complementando o post "Eu ajudei a destruir o Rio de Janeiro", seguem alguns trechos da entrevista do Secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, à revista Veja.

Ao longo do tempo, as quadrilhas se fortaleceram a tal ponto que hoje têm a audácia de abanar armas para a polícia.

No Rio não existe mais o crime famélico. Ninguém mais rouba um celular aqui para trocar por um pedaço de pão. O menino rouba um celular porque a facção criminosa do lugar onde ele mora quer um ou dois aparelhos para usá-los em negócios ilícitos.

No Brasil, e no Rio de Janeiro em particular, a convivência promíscua entre o legal e o ilegal, o formal e o informal, provocou essa situação ambígua. Agora chegamos a um ponto em que precisamos decidir. A sociedade precisa escolher de que lado está.

Não podemos passar a mão na cabeça dos marginais, com a desculpa de que eles são excluídos sociais. Não me apresentem discursos acadêmicos como se eles fossem solução. A meu ver, esse é um equívoco que as ONGs cometem, pois não conseguem enxergar nada além das ciências sociais.

Assim são os jovens hoje no morro. Se não for apresentado a nenhuma outra opção, o jovem se espelhará no ídolo dele, que é o dono da boca-de-fumo: um sujeito com o corpo malhado, que tem correntinha de ouro, transa com qualquer menina e tem o carro que quer porque manda roubar, tem o celular bom porque manda roubar. É imprescindível que o estado, as políticas públicas, ataquem isso.

2 comments:

Ana said...

Recebi por e-mail o texto EU AJUDEI A DESTRUIR O RIO DE JANEIRO e vim aqui agradecer pelo envio como tbm conhecer o seu blog.
Já tinha falado no meu blog sobre a hipocrisia da burguesia consumidora, incentivadora e comerciante de drogas que é mostrada no filme Tropa de Elite ... fato inclusive que estamos carecas de saber e concordo com o que escreveu.
Parabens pelo blog ... vou adiciona-lo a lista no meu blog (ESPAÇO ACEVEDO).
Um abraço

Anonymous said...

spammer filho da puta